ja811.jpgNa esteira do sucesso conquistado pelos modelos com apelo fora-de-estrada, a Ford lançou o Fiesta Trail. Segundo a montadora, o carro não recebeu nenhuma alteração mecânica na suspensão, motor, ou qualquer outro componente.

A novidade fica por conta apenas da inclusão do ?kit? esportivo. Este traz bagageiro, pára-choque de impulsão, estribos laterais, protetores dos pára-choques dianteiro e traseiro, adesivos ?Trail? aplicados nas portas e na tampa traseira e pára-choques pintados em preto fosco. Trata-se de uma opção para o cliente que quer uma diferenciação.

O ?kit? – que pode ser instalado em poucas horas e em qualquer uma das versões hatch do Fiesta – chegou às revendas da marca com preço público sugerido de R$ 2.500,00 já incluso custos de mão-de-obra e instalação. De acordo com a montadora, os componentes do ?kit? também podem ser adquiridos individualmente. Mas é bom lembrar que o kit não pode ser instalado no Fiesta velho, o Street.

ja812.jpgDesde o seu lançamento, em abril de 2002, o Fiesta não recebeu nenhuma alteração estética ou estrutural. Sem o ?kit?, o carro é exatamente o mesmo. Interior e parte mecânica não sofreram alterações. Entretanto, com a colocação do ?kit?, o modelo ganhou robustez e cara de ?off-road?. E é nessa tecla que o fabricante faz questão de bater. ?O principal quesito levado em conta na hora da compra é o design?, afirma Luiz Salem, gerente de marketing da Ford.

Desenvolvido pelo fabricante Keko, em parceria com a Ford, o ?kit? traz bagageiro, produzido em aço tubular, com capacidade para transportar bagagens e equipamentos esportivos, como por exemplo pranchas de surfe. Os estribos laterais e o pára-choque de impulsão também têm estrutura de aço tubular resistente e acabamento na cor cinza com detalhes contrastantes em preto.

ja813.jpgOs protetores de pára-choque, na cor cinza, são de plástico e servem como proteção às extremidades do veículo contra batidas de pedras. Há também três adesivos com a inscrição ?Trail? aplicados na lateral das portas traseiras e no lado esquerdo da tampa do porta-malas. Vale lembrar que a instalação de todos estes componentes é feita em apenas poucas horas e sem perfurar a carroceria, o que garante a originalidade e garantia do veículo, segundo a Ford do Brasil. (BN)

OLHO CLÍNICO

O Fiesta Trail não é uma versão nova, mas um kit de equipamentos que o cliente compra na concessionária e coloca no seu carro. O Fiesta Trail é o mesmo Fiesta, porém maquiado para rodar em estradas de terra e que tenham matos e pedras como obstáculos. Seus pára-choques na cor preta e adereços mostram sua vocação alternativa. Não tem suspensão mais alta, como ocorre no EcoSport, da mesma Ford, e na Adventure, da concorrente Fiat.

ja821.jpgA instalação dos acessórios, feita por técnicos treinados nos Distribuidores Ford, é simples e não requer ferramentas especiais ou furação de partes metálicas da carroceria. Por isso, o kit preserva a garantia original de fábrica do veículo. Todos os itens contam ainda com um ano de garantia, assegurada pelo controle de qualidade das peças originais Ford. O ?kit? Trail pode equipar qualquer versão de motorização e acabamento do Fiesta hatch: Personnalité 1.0, SuperCharger e 1.6 Flex.

Apesar do carro não ter recebido nenhuma modificação que pudesse alterar seu desempenho na pista, a inclusão do ?kit? deixou o carro 15 quilos mais pesado, segundo a montadora, e alterou o coeficiente aerodinâmico, aumentando o atrito com o ar.

ja823.jpgSeu estilo obedece o conceito New Edge, com linhas arrojadas. Elegantes e funcionais, os faróis de canhões dão maior visibilidade. As maçanetas externas são pintadas na cor do veículo. O Fiesta Trail conta com travas elétricas com acionamento automático a 15 km/h, abertura elétrica do porta-malas por intermédio de botão instalado no painel, vidros elétricos com acionamento a um toque e iluminação no porta-luvas e no porta-malas entre os itens de conforto.

Avaliado em percurso rodoviário e urbano de mais de 200 quilômetros, o Fiesta 1.6 Flex Trail mostrou que continua ágil e valente, principalmente em trechos de serra. Em velocidades mais altas, mesmo levando-se em conta as irregularidades do piso, é possível perceber que o modelo perdeu um pouco de sustentação aerodinâmica, pelo fato de balançar um pouco mais do que a versão convencional. Mas nada que chegue a incomodar durante a direção. Nas curvas, o carro, apesar de continuar seguro, também apresenta desempenho diferente ao do modelo normal. Mas o motorista tem que se acostumar com o ruído provocado pelo vento no bagageiro do carro, produzido em aço tubular. (BN)

FICHA TÉCNICA

Motor: Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 8V

ja824.jpgCilindrada: 1.598 cm3

Potência: 105 cv a 5.500 rpm (gasolina)

111 cv a 5.500 rpm (álcool)

Torque: 14,8 kgfm a 4.200 rpm

Taxa de compressão: 12,3:1

Câmbio: Manual, de cinco marchas

Comprimento: 3.908 m

Largura: 1.903 m

Altura: 1.495 m

Entre-eixo: 2.488 m

Porta-malas: 305 litros

Peso: 1.068 kg

Freios: Freio a disco nas rodas dianteiras e a tambor nas traseiras

Tanque: 45 litros

Preço: R$ 34.760,00