A Ford cansou de ver o Ka estacionado no terceiro lugar de vendas no Brasil e resolveu partir para o ataque na briga com Chevrolet Onix e, principalmente, Hyundai HB20, líder e vice no ranking, respectivamente.

A marca mexeu no visual do compacto e o equipou com o novo motor 1.5 Dragon, de três cilindros, 136 cv e 16,1 kgfm de torque, além de, finalmente, incorporar um câmbio automático (de 6 velocidades).

O conjunto mecânico deu um ganho de 26 cv e 1,2 kgfm de torque em relação ao antigo 1.5 Sigma, de quatro cilindros, que foi aposentado. É o modelo com a maior potência entre os principais concorrentes .

ford-ka2

O propulsor e a transmissão foram emprestados do EcoSport, que também cedeu a nova central multimídia de 6,5 polegadas com conexão Android Auto e Apple CarPlay. Ela é de série a partir da versão SE Plus e opcional na SE – que traz um novo rádio e o My Ford Dock (suporte para celular no alto do painel).

ford-ka9As mudanças já haviam sido antecipadas pela inédita versão aventureira Freestyle e agora credenciam o Ka a atrair consumidores para as versões intermediárias e mais completas do carro – até então, 87% das vendas do modelo se concentravam nas configurações de entrada, numa faixa de preços de até R$ 50 mil.

No primeiro semestre deste ano, o Chevrolet emplacou 89.620, contra 50.419 do HB20 e 48.262 do Ka. A diferença de pouco mais 2,2 mil unidades pró Hyundai deve ser tirada em breve pelo Ford com o incremento do câmbio automático.

ford-ka3

Especialmente por que a nova caixa é oferecida desde o acabamento intermediário SE (R$ 56,5 mil), o que significa que a marca pretende fazer da novidade o principal chamariz do carro – as versões mais em conta dos rivais que dispensam a embreagem é o Onix Advantage 1.4 AT, que custa R$ 54.890, e HB20 1.6 Comfort Plus AT, por R$ 58.950.

Segundo a montadora, a transmissão automática responde atualmente por 30% das vendas no segmento de entrada, sendo que mais da metade desses consumidores também valorizam a conectividade. Requisitos até então ausentes no Ka e já presentes no Onix e no HB20.

De acordo com Ford, há 5 anos o interesse pela conectividade era zero e apenas 5% dos clientes desejavam um com pacto com câmbio automático.

ford-ka4

Novo câmbio mecânico

O motor 1.5 também pode vir com o novo câmbio manual de 5 velocidades, que gerencia o já conhecido propulsor 1.0, de três cilindros, 85 cv e 10,7 kgfm, mantido nas versões mais acessíveis do carro. A atualização da transmissão mecânica resultou em engates mais precisos e suaves comparado ao antecessor.

A linha 2019 marca ainda a estreia da versão de topo Titanium, que leva o compacto a um patamar de preço de hatches médios, na casa dos R$ 70 mil.

A aposta num Ka mais completo fatalmente atingirá o hatch premium Fiesta, cuja tabela começa em R$ 61 mil. A Ford admite que poderá haver uma canibalização interna, uma vez que a fabricante concentrará as forças no irmão menor, em detrimento do maior, que patina nas vendas e não acompanhou a mudança de geração ocorrida na Europa.

ford-ka5

O que muda por fora

A alteração no visual externo no Ka foi sutil. Os para-choques redesenhados ganharam um acabamento em ‘C’ nas extremidades e as rodas de liga (ou as calotas) foram renovadas no design.

A grade do tipo colmeia traz na versão FreeStyle e Titanium pequenos pontos estilo ‘diamante’, iguais as do Fiesta, que deixam o visual mais sofisticado. Já no sedã, a grade é dividida por barras horizontais.

Os faróis também passaram por uma pequena cirurgia estética, enquanto que na traseira quase tudo continua como antes. A diferença está no recorte do para-choque do hatch, que valoriza um pouco mais o conjunto, e numa saliência nas lanternas para o ganho de aerodinâmica.

ford-ka6

Mais segurança para melhorar a imagem

Mesmo não se tratando de uma nova geração, a Ford decidiu mexer na estrutura do modelo, reforçando-a para melhorar a segurança, lembrando que o Ka zerou no teste de colisão do Latin NCAP.

Houve aumento na espessura dos pilares da coluna B e do teto, com aplicação de aço de alta resistência nas áreas mais afetadas em colisões. Também ocorreu um ganho na rigidez torcional, garantindo maior eficiência dinâmica em curvas e mudanças de direção.

As melhorias atenuaram ainda o ruído e as vibrações na cabine e contribuíram para o aumento do conforto e da aerodinâmica. A suspensão foi reajustada para reduzir o incômodo dos impactos aos ocupantes ao trafegar por pisos irregulares.

A versão Titanium oferece ainda seis airbags, o que torna o Ka o único do segmento a vir com essa quantidade de bolsas, além de dispor do controle de estabilidade e de tração a partir da FreeStyle – Onix e HB20 não dispõem desses dispositivos de segurança.

O sedã acompanha as mesmas novidades do hatch, apenas com a configuração SEL no lugar da FreeStyle do irmão menor.

ford-ka7

Como se comporta

Durante o lançamento do carro para a imprensa em Gramado (RS) – as vendas começam na segunda semana de agosto -, pudemos conferir como ficou o novo Ka com o novo motor e os ajustes na estrutura e suspensão.

De cara, a maior cavalaria do novo motor 1.5 já revela um dirigir mais divertido. As respostas são rápidas em baixas e médias rotações, favorecidas pela entrega de 89% do torque logo a 1.500 rpm.

Há um bom casamento entre motor e câmbio automático, que deixa as trocas mais suaves e no momento certo, sem recorrer a uma pisada mais forte no acelerador.

A direção elétrica com assistência variável deixa o volante mais leve para as manobras de estacionamento, por exemplo, e vai ficando mais pesada à medida que se ganha velocidade, resultando num dirigir mais “na mão”, com respostas mais diretas ao comando do motorista.

ford-ka8

A carroceria mais rígida e a suspensão recalibrada transmitem maior solidez e conforto, sem solavancos e trepidação ao trafegar em pavimentos irregulares ou até mesmo na terra.

Os amortecedores receberam uma carga extra para deixar a carroceria mais firme diante de ventos laterais e nas curvas, como notamos no test drive por rodovias próximas a Gramado.

Além disso o Ka está mais silencioso, com o aprimoramento do isolamento acústico. Isso garante um ambiente mais agradável.

Deslizes do Ka

Alguns ‘poréns’ do Ka não foram resolvidos com a atualização. Permanecem o desenho ultrapassado do volante e do quadro de instrumentos, o acabamento plastificado de painel e portas, o botão do ajuste elétrico do retrovisor mal posicionado e o tamanho reduzido do porta-malas.

O controle de estabilidade e de tração também poderia se estender à outras versões mais em conta, e não apenas na FreeStyle e Titanium.

Versões e preços

A tabela de preços da linha 2019 adicionou somente os valores referentes aos novos equipamentos. Na média, o multimídia Sync 3 encareceu as versões em R$ 2,5 mil e a transmissão automática, em R$ 4,5 mil.

Por R$ 48,5 mil, por exemplo, é possível levar o Ka 1.0 SE Plus hatch com a moderna tela multimídia e sensor de estacionamento. Itens ausentes no Onix 1.0 de entrada que tem preço similar.

KA S

1.0 manual: R$ 45.490 (antes R$ 44.780)

Itens de série: direção elétrica; dois airbags, freios ABS; Isofix para cadeirinha infantil; ar-condicionado; computador de bordo; trava elétrica; vidros dianteiros elétricos; ajuste de altura do banco do motorista; banco traseiro bipartido; e roda de aço aro 14.

KA SE

Hatch 1.0 manual: R$ 45.990 (mesmo preço)
Hatch 1.5 manual: R$ 51.990 (antes R$ 50.190)
Hatch 1.5 aut.: R$ 56.490 (novidade)
Sedan 1.0 manual: R$ 49.490 (antes R$ 49.250)
Sedan 1.5 manual: R$ 55.490 (antes R$ 53.750)
Sedan 1.5 aut.: R$ 59.990 (novidade)

+ Sistema de som My Connection; suporte para celular no painel; e maçanetas e retrovisores na cor do carro.

KA SE Plus

Hatch 1.0 manual: R$ 48.490 (antes R$ 47.390)
Hatch 1.5 manual: R$ 54.490 (antes R$ 51.690)
Hatch 1.5 aut.: R$ 58.990 (novidade)
Sedan 1.0 manual: R$ 51.990 (antes R$ 51.290)
Sedan 1.5 manual: R$ 57.990 (antes R$ 56.690)
Sedan 1.5 aut.: R$ 62.490 (novidade)
+ central multimídia com tela de 6,5 polegadas (Sync 3); duas entradas USB; sensor de estacionamento; vidros elétricos traseiro; piloto automático; faróis de neblina; roda de aço aro 15; e retrovisor elétrico.

KA FREESTYLE

Hatch 1.5 manual: R$ 63.490 (novidade)
Hatch 1.5 aut.: R$ 67.990 (novidade)
+ suspensão elevada; rack de teto; 6 airbags (frontais, laterais e de cortina); câmera de ré; controle de estabilidade e de tração; assistente de partida em rampa; alarme; roda de liga leve aro 15; seta integrada no retrovisor; e bancos parciais em couro.

KA SEL

Sedan 1.5 manual: R$ 65.990 (antes R$ 61.250)
+ 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), bancos parciais em couro, câmera de ré, seta integrada ao retrovisor, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, alarme e roda de liga leve de 15 polegadas.

KA TITANIUM

Hatch 1.5 aut.: R$ 68.990 (novidade)
Sedan 1.5 aut.: R$ 70.990 (novidade)

+ partida por botão com chave presencial e bancos em couro.

ford-ka12