Primeira montadora de veículos a se instalar no Brasil, em 1919, a Ford completou no dia 24 de abril, 91 anos do início de suas atividades e de sua total confiança no País.

Foram nove décadas que concretizaram o sonho de um jovem americano de produzir automóveis eficientes, com alta qualidade, resistentes, e de baixo custo.

A saga de Henry Ford, hoje uma realidade presente em 108 unidades produtivas em 24 países, também é um êxito no Brasil onde a Ford conta com cerca de 11.200 empregados, uma participação de 11,2% do mercado interno e com um ritmo crescente de vendas.

Foram 91 anos de árduo trabalho de milhares de pessoas que se tornaram “fordistas” de coração, de investimentos de bilhões de dólares e de confiança no País que se traduziu, mais recentemente, pelo empreendimento da nova fábrica da empresa na cidade de Camaçari, na Bahia.

Logo após a visita do CEO da Ford, Alan Mulally que acaba de anunciar novos investimentos da ordem de 4,5 bilhões de Reais para o período de 2011 a 2015, o objetivo é desenvolver novo EcoSport dentro do novo padrão da empresa de plataformas globais e otimizar as instalações e serviços, a empresa ganhou um novo grau de otimismo.

Esta história de profunda integração e parceria no desenvolvimento do Brasil e ativa participação da empresa nos mais importantes momentos da vida do País, com grande contribuição ao seu crescimento econômico, social e tecnológico, começou, exatamente, no dia 24 de abril de 1919.

Nessa data, a diretoria da Ford, reunida em sua sede, em Highland Park, Detroit, nos Estados Unidos, aprovou a criação da Ford brasileira, com capital inicial de US$ 25.000, logo aumentado para US$ 30,000.

Em 1921, as instalações iniciais, na rua Florêncio de Abreu, em São Paulo se tornaram pequenas, para atender a demanda do mercado e a Ford decidiu mudar-se para um local mais amplo.

A nova fábrica, inaugurada em 1922, obedecia a organização e o estilo idealizado por Henry Ford, isto é, implantou no Brasil a linha para a montagem em série de veículos e tinha capacidade para a produção anual de 4.700 automóveis e 360 tratores. Em 1923, operava com 124 empregados e funcionou até 1953.

No rumo de sua história aconteceram inúmeros lançamentos, solidificados, hoje, numa completa gama de veículos disponíveis no mercado e muitos projetos rumo aos automóveis globais, nova meta da montadora.