Para não ficar de fora do filão dos sedãs compactos premium, a Ford prepara o lançamento da sexta geração do Fiesta a partir de agosto, modelo que vai enfrentar a concorrência liderada pelo bem sucedido Honda City.

E, para o confronto, a Ford elegeu o preço com uma das principais armas, além do desenho arrojado e da dirigibilidade elogiada em testes.

O New Fiesta Sedã parte de R$ 49.900, sempre na versão SE equipada com o conhecido motor 1.6 16V Flex Sigma de 110/115 cv de potência e 15,4/16,3 kgfm de torque, que equipa o Focus argentino.

É um valor atrativo, que sobe para R$ 51.150 com freios ABS e pode chegar a R$ 54.900 no pacote completo, que adiciona além dos freios antitravamento, sete “airbags” (frontais, laterais dianteiros, do tipo cortina e para os joelhos do motorista) e bancos de couro.

Uma cifra que é insuficiente para levar para casa um City LX básico, que vem com bancos em tecido, “airbags” frontais e deixa os freios ABS de fora, com preço de R$ 57.420. A explicação está no acordo tarifário entre México e Brasil, que torna os carros produzidos no pais mais vantajosos por aqui, mesmo contra rivais nacionais.

De série, estarão disponíveis ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, sistema de som com CD/MP3 e entradas auxiliares e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Entre os opcionais estão botão de partida, teto solar, volante com comandos de som, sistema de som com USB e Bluetooth e setas de direção integradas nos retrovisores entre outros.

Além do câmbio manual de cinco marchas, o New Fiesta também contará com uma caixa Powershift de seis marchas e dupla embreagem, com trocas seqüenciais.

O porta-malas, um dos fatores de argumento do City, com os seus 504 litros, marca 360 litros na medição norte-americana, valor que se não é o maior, ainda é 20 litros superior ao do Civic. A apresentação do compacto à imprensa será em agosto, nos Estados Unidos.

Comenta-se que o New Fiesta Sedã será lançado oficialmente em outubro, durante o Salão do Automóvel, mas há quem afirme que ele pode chegar entre meados de agosto ou no inicio de setembro deste ano.