ja21270706.jpgDe fato a Ford foi ousada em lançar no mercado brasileiro, o novo modelo "top" de linha da marca: o Fusion. O automóvel agradou de imediato ao público, pois chegou às concessionárias com preço muito competitivo, esbanjando requinte, conforto e desempenho.

ja22270706.jpgOs estilistas da Ford capricharam no design do Fusion. Ele tem sua identidade própria e é um belo carro. Na dianteira chama a atenção à grade do radiador. Frisos mais largos com o emblema azul da Ford ao centro. Diferente, também, é o "design" dos faróis de neblina e as setas de direção na divisa do pára-choque com o pára-lama. O pára-brisa é amplo oferecendo boa visibilidade para o motorista.

ja23270706.jpgA traseira destaca o "design" das lanternas em forma triangular com molduras cromadas em toda a volta. A tampa do porta-malas forma um arco quando emendada com as lanternas. Possui um friso, igual ao da grade dianteira, logo acima da placa de identificação do carro, com o emblema azul da Ford. O pára-choque é grande e envolvente, e para dar um ar mais esportivo ao modelo há duas saídas de escapamento. Suas linhas combinam arrojo e elegância clássica, com um equilíbrio perfeito entre a frente, a cabine e a traseira.

ja24270706.jpgO Fusion agrada também na parte interna. Seu painel é muito bonito e bem moderno. Os quatro mostradores redondos do painel de instrumentos têm contorno da mesma cor. À noite, os ponteiros vermelhos, iluminados por LEDS, proporcionam excelente leitura e um belo visual. Os ocupantes encontram muito requinte e conforto no interior deste novo Ford.

ja31270706.jpgE como todo bom modelo "top", conta com boa lista de equipamentos de série. Há "air bag" duplo (motorista e passageiro), direção hidráulica, ar-condicionado eletrônico, vidros e travas elétricas, volante em couro, desembaçador do vidro traseiro, console central com descansa braço, bancos em couro, ajuste elétrico do banco do motorista, ajuste lombar do banco do motorista, "air bag" laterais e dos vidros laterais e abertura interna do porta-malas.

ja32270706.jpgO que não falta neste sedan é espaço. No porta-malas pode-se acomodar 530 litros de bagagem com o banco na posição normal. Caso o motorista necessite, esse espaço pode ser aumentado por conta do banco traseiro bipartido na proporção 60/40. Pode acomodar objetos mais longos.

O Fusion vem equipado de série com exclusivas rodas de liga leve 7,0J de 17 polegadas, com pneus Radiais P225x50 R17. (BN)

OLHO CLÍNICO

ja33270706.jpgO Fusion é um carro de presença marcante, que se impõe pelo tamanho, pela beleza e pelo "status". Descrição perfeita para o novo sedan da Ford. O carro é tudo isso e muito mais. Tanto que está dando trabalho para os sedãs da concorrência.

Mas voltemos aos detalhes desse interessante sedã. O Fusion tem volante revestido em couro com comandos incorporados para controle do rádio, do ar-condicionado digital e do piloto automático. Na parte central do painel há um relógio interessante, botões de controle do ar-condicionado e o CD player com sistema MP3, com capacidade para seis CDs. E seu computador de bordo inclui dois hodômetros parciais e bússola, além de indicar a velocidade média, o consumo (km/l) e a autonomia do veículo em quilômetros.

Para movimentar o Fusion, os engenheiros da Ford escolheram um motor Duratec 2.3 litros de 16 válvulas com bloco de alumínio, duplo comando de válvulas variáveis i-VCT e coletor de admissão de dutos variáveis. Esse propulsor desenvolve 162 cavalos de potência máxima a 6.500 rpm e 20,7 mkgf de torque máximo a 4.500 rpm.

Segundo a montadora, com essa motorização e transmissão automática de cinco velocidades ele acelera de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e atinge a velocidade final de 180 km/h, limitada eletronicamente. Seu consumo médio é de 9,8 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada. Mas durante nossa avaliação não conseguimos igualar essas marcas, talvez pelas condições do tráfego enfrentado.

ja34270706.jpgNa viagem realizada entre Curitiba e Toledo (PR), o Fusion mostrou que os engenheiros da Ford escolheram o que há de melhor para o carro. Claro, que levando em conta o custo-benefício. O motor 2.3 litros 16V de 162 cv e 20,7 mkgf de torque mostrou-se ágil e com boas retomadas. Nos trechos de serra pudemos avaliar a eficiência dos freios e sua estabilidade. Além de estável mostrou que freia bem. É silencioso, o que aumenta o conforto dos ocupantes. É gostoso de dirigir, espaçoso e conta com uma boa posição para o motorista.

Mas como não existe carro perfeito, uma ressalva: como a traseira é alta, o motorista sente um pouco de dificuldade na hora de efetuar manobras de ré. Um sistema que ajude na hora de estacionar deveria vir de série no caso do Fusion. Além do visual moderno e do porte avantajado, "armas" do Fusion para chamar a atenção do consumidor, seu preço é dos mais competitivos entre os sedãs de luxo existentes no mercado. (BN)

FICHA TÉCNICA

Motor: Dianteiro, transversal, de 4 cilindros em linha, e 4 válvulas por cilindro

Cilindrada: 2.294 cm3

Potência: 162 cv a 6.500 rpm

Torque: 20,7 kgfm a 4.500 rpm

Taxa de compressão: 9,7:1

Câmbio: Automático, de cinco marchas

Comprimento: 4,83 m

Largura: 1,83 m

Altura: 1,41 m

Entre-eixo: 2,72 m

Porta-malas: 530 litros

Peso: 1.523 kg

Suspensão: Independente, com braços de comprimento variável e barra estabilizadora na dianteira; Multlink, independente, com barra estabilizadora na traseira

Freios: A disco na dianteira e traseira, com sistema anti-travamento (ABS)

Tanque: 66 litros

Preço: a partir de R$ 79.900,00