Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa, no Paraná, estão entre as cidades brasileiras consideradas pelo Grupo Chrysler como os principais mercados para a Ram 2500, picape grande que volta às concessionárias depois de mais de um ano de ausência, e sem concorrentes. O modelo pode ser encontrado nas lojas, em Curitiba, por R$ 151.900. Segundo Emílio Paganoni, supervisor de Produto da Chrysler no Brasil, o modelo voltou com o mesmo preço de quando o carro veio para o país em 2005, mas numa única versão melhor equipada, garante ele.

O motor da Ram 2500 é o turbodiesel Cummins de 6.7 litros 24V com potência de 310 cavalos a 3.000 rpm e 84,6 kgfm de torque. O câmbio é automático de seis marchas. Tanta força combina com o porte da picape: são quase seis metros de comprimento e mais de três toneladas de peso. Essa grandiosidade também se observa no interior do veículo. A cabine para seis pessoas ficou mais espaçosa, especialmente para os passageiros do banco traseiro, que ganharam 9,2 centímetros na atual versão da Ram 2500, a Laramie. O banco da frente é tripartido e o encosto do meio, quando não está sendo usado, pode se transformar num apoio de braço que também funciona como porta-objetos.

Na sua volta, a picape veio com itens como ar-condicionado automático; bancos, volante e painel revestidos de couro; detalhes cromados, como nas saídas de ar, e apliques imitando madeira; aquecimentos dos bancos dianteiros; memória para os ajustes elétricos dos bancos dianteiros; sistema de áudio MyGIG com tela sensível ao toque de 6,5”, entre outros.

No interior

Emílio Paganoni diz que a expectativa é vender 1.800 unidades da Ram 2500 no Brasil até o fim do ano. O consumidor do modelo não está nas capitais, completa, mas no interior. Quem compra a picape, segundo o supervisor de Produto da Chrysler, é homem na faixa etária de 45 a 55 anos e a maioria é fazendeiro. Devido ao porte da Ram 2500, o motorista deve ter carteira de habilitação C.

O modelo parece ainda mais imponente devido ao novo design com traços retilíneos. A grade está maior e o capô, mais elevado. O acabamento cromado foi aplicado em várias partes no exterior da Ram 2500, como na grade frontal, para-choques, maçanetas e capas dos retrovisores.

A chegada da picape é a estreia da marca Ram, que foi criada para abrigar as picapes e os veículos comerciais produzidos pelo Grupo Chrysler. Nos Estados Unidos, lembra Paganoni, a rede Ram será independente já a partir de 2013. No Brasil, as 35 concessionárias Chrysler vendem todas as marcas relacionadas ao grupo: Chrysler, Jeep e Ram.