Com muito som, fumaça e luzes ofuscantes no estande, a Kia mostrou no Salão de Chicago o conceito Track’ster. O cupê de três portas apresenta o “design” futuro da marca. “A idéia era deixar o Track’ster com olhar ‘difícil’, como um “bulldog”, disse o chefe de “design” da Kia Motors America, durante a apresentação do protótipo à imprensa. “É uma interpretação ousada que muda a concepção das pessoas sobre o que um esportivo Kia pode ser,” concluiu.

A parte frontal é a marca daTrack’ster, que possui uma grade frontal bem inovadora, com detalhes em fibra de carbono. Os fãs do “crossover” Soul vão reconhecer o teto inclinado, acentuado pela cor laranja. As portas dianteiras foram alargadas e adornadas com maçanetas inspiração nos modelos de corrida.

No interior, a Kia deixou o habitáculo luminoso e arejado. Os assentos são revestidos com camurça laranja. E o volante é forrado com camurça cinza, assim como detalhes do painel e portas. Informações complementares sobre o veículo, como temperatura do óleo e tensão da bateria, são encontradas no topo do painel de instrumentos, enquanto os controles de navegação e entretenimento são acessados por intermédio de uma tela “touch-screen” grande, localizada logo acima do botão de ignição.

O banco traseiro do Track’ster dá lugar a caixas de ferramentas, capacete e estepe, mostrando que o “crossover” tem aptidão para pistas e ralis. A tração integral e o câmbio manual de seis marchas, com relações curtas, comprovam que o modelo foi feito para competir. A Kia, no entanto, ainda não demonstrou intenção em produzir o conceito em série.

Equipa o modelo um motor 2.0 turbo de 250 cv de potência máxima. A energia do propulsor é encaminhada para as quatro rodas por intermédio de uma central de controle eletrônica. A transmissão manual de seis velocidades é movimentada por uma alavanca esférica. O Track’ster tem ainda suspensão esportiva rebaixada. O Track’ster tem ainda suspensão esportiva rebaixada.

Suas grandes rodas de 19 polegadas e os grandes faróis de neblina circulares localizados no pára-choque dianteiro mostram que a Kia ainda tem potencial para experimentar outros rumos de “design”. A traseira conta com uma irreverente grade central no pára-choque, com saída dupla de escapamento embutida. Para completar o visual, as lanternas fazem parte do vidro traseiro. Mas embora não existam planos para produzir o Track’ster, o Centro de Design da Kia na Califórnia (EUA) utiliza o carro para estudar tendência futuras. Por tudo isso é que o Track’ster é a grande atração da marca coreana no Salão de Chicago deste ano.