Com muitas inovações técnicas e mudanças visuais, a linha de caminhões 2003 da Scania, que começa a ser comercializada a partir de outubro, é um novo marco da Serie 4, lançada em 1998 pela montadora.

Os novos caminhões Scania reúnem avanços tecnológicos, aperfeiçoamentos e sugestões de clientes que acarretaram inclusive mudanças no processo de produção. Somente este ano foram introduzidas cerca de 400 modificações nos caminhões Scania. Ao todo são 142 alterações no chassi 104 no motor, 83 na cabina, 61 na caixa de câmbio e 34 nos eixos.

“As inovações da linha 2003 são resultado do processo de melhoria contínua desenvolvido e aplicado pela Scania. De 1998 até agora, foram introduzidos cerca de 3.500 aperfeiçoamentos nos caminhões. A nova linha incorpora quatro anos de constante acompanhamento do desempenho dos produtos no campo e de extenso trabalho de nossa engenharia, resultando em uma sensível evolução dos caminhões Scania”, explica Silvio Munhoz, diretor de vendas de caminhões da Scania.

A linha 2003 é identificada externamente por faixas laterais na cabina, párachoque pintado na cor do veiculo e luzes de identificação no párasol as conhecidas “Três Marias” até então exclusivas do modelo “Rei da Estrada” e de séries especiais. Entre as mudanças técnicas, destacamse o compressor reforçado de ar dos freios, tanque de combustível remodelado e suspensão mais robusta. Outras novidades da linha 2003 são a cama redesenhada e o CD-player oferecido como opcional para todos os veículos da linha.

A Scania oferecerá também um financiamento com taxas reduzidas e prazo de 60 meses para os veículos da linha 2003 adquiridos até o fim deste ano. Para facilitar a aquisição de caminhões novos por caminhoneiros autônomos e pequenos frotistas, o prazo de financiamento poderá chegar a 72 meses. .”Alguns clientes reclamam da dificuldade de conseguir crédito por tempo tão longo. Obtêm apenas financiamentos de 40 ou 48 meses. A extensão do prazo de financiamento e a maior facilidade para a troca de caminhões usados por novos, criada pelo programa ?Super Zerado?, vão estimular os segmentos de autônomos e pequenos frotistas”, acrescenta o diretor de vendas da Scania.

A Scania é um dos líderes mundiais na fabricação de caminhões pesados, ônibus e motores industriais e marítimos. Com 28.300 funcionários, a Scania possui operações industriais na Europa e na América Latina. Em 2001, suas receitas somaram cerca de 5 bilhões de dólares. Sua atuação estendese por mais de cem mercados e cerca de 95 % de suas vendas ocorrem fora da Suécia seu país de origem.