O Ford Shelby GT500 2013 conversível foi uma das novidades da Ford no Salão de Chicago, que encerrou no domingo passado. O veículo serve também para celebrar o 20º aniversário do Time de Veículos Especiais da Ford (chamado de SVT).

Comparado com o Mustang Cobra SVT 1993, que tinha motor V8 5.0 de 238 cv, o Shelby GT 500 2013 mostra a evolução dos veículos nesses 20 anos. O novo modelo é equipado com o motor V8 de produção mais poderoso do mundo, com bloco de alumínio, potência de quase 660 cv e torque de 83 kgfm. O novo conversível foi feito tanto para brilhar nas pistas como para ser usado no dia a dia. Com velocidade de mais de 320 km/h, ele reduz em quase 3,5 segundos o tempo de cada volta na pista do Autódromo Internacional de Sebring, em comparação com os modelos 2011 e 2012.

Isso se deve, principalmente, ao aumento da potência do novo motor V8 5.8 com turbo, aos amortecedores com ajuste eletrônico e ao novo ajuste do chassi. Quase todas as peças do motor foram otimizadas para aumentar a potência, incluindo um novo turbocompressor e “cardan” de fibra de carbono. A transmissão também foi revisada para gerenciar o torque e proporcionar uma direção mais amigável. O ajuste eletrônico dos amortecedores, controlado por um botão no painel, permitiu aos engenheiros do SVT dar ao conversível um comportamento mais agressivo nas pistas, mantendo ao mesmo tempo o controle nas ruas.

No modo normal, ele oferece uma rodagem mais confortável. Já o modo esportivo é todo voltado para a performance, com resposta otimizada em velocidade, menor rolagem lateral nas curvas e maior poder de frenagem, usando o novo sistema de freios Brembo, com seis pistões e discos maiores na frente. Como o cupê, o Shelby GT 500 2013 conversível dispõe de um kit de performance e também de um “kit” para as pistas, incluindo resfriador externo de óleo, resfriador do diferencial traseiro e resfriador da transmissão para aumentar a durabilidade.