Para ter mais apelo na briga direta com seus concorrentes no segmento de sedãs médios, o Peugeot 408 ganhou na linha 2014 uma nova transmissão automática de seis velocidades e teve a suspensão recalibrada. Fabricado em El Palomar, na Argentina, o carro começa a chegar às concessionárias em outubro com os preços de R$ 59.990 para a versão Allure manual; R$ 65.990 para o Allure automático; e R$ 73.990 para a configuração THP, com motor 1.6 turbo.

De acordo com os engenheiros, a principal novidade do 408, o câmbio automático de seis marchas produzido pela companhia japonesa Aisin, exigiu uma nova calibração do bloco de 2.0 litros de 16 válvulas, que rende até 151 cavalos de potência com etanol. A caixa AT6 oferece ainda o sistema de correção dinâmica, que faz a leitura do relevo pela qual o veículo está trafegando. Ainda segundo a Peugeot, a transmissão segura as marchas em descida, acionando o freio motor, e nas subidas trabalha na melhor faixa possível de torque. O sistema também retém a marcha quando o motorista tira o pé do acelerador, permitindo, caso ele aborte uma ultrapassagem, refazer a operação, garantindo maior segurança.

A suspensão traseira composta por eixo rígido recebeu novas buchas e calço de molas mais macio. O sedã agora é equipado também com pneus de baixo atrito para favorecer a economia de combustível, segundo a fabricante.

Itens de série

Entre os principais itens de série no 408 aparecem sensor de estacionamento traseiro, airbag duplo, freios com sistema ABS (antitravamento), faróis e lanternas de neblina, vidros e travas elétricos, ar-condicionado digital de duas zonas, banco do motorista com regulagem de altura, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo, direção eletro-hidráulica, controlador automático de velocidade, rádio CD-Player com MP3, USB, Bluetooth e entrada auxiliar, rodas de liga leve e volante multifuncional. A versão top de linha oferece ainda como opcionais faróis de xenônio autodirecionais e sensor de estacionamento dianteiro.

De acordo com o gerente de Marketing da Peugeot, Sérgio Davico, a marca francesa acredita que com estas mudanças as vendas do 408 deverão crescer. O carro, segundo ele, disputa espaço com o Honda Civic, Toyota Corolla, Renault Fluence, Chevrolet Cruze, Volkswagen Jetta, Hyundai Elantra e inclusive o recém -lançado Citroën C4 Lounge, com quem compartilha plataforma e conjunto mecânico.