A quarta etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra 2011 será disputada no Autódromo de São José dos Pinhais, neste fim de semana (18 e 19/6), organizada pela AGV Promotora de Eventos, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). No evento serão realizadas provas das categorias Fusca Velocidade e AP, Fórmula Tubular “I” e “C”, Turismo 5000, Novatos “I” e “C” e Marcas “A” e “B”.

Fórmula Tubular “I”

Na Fórmula Tubular “I” a expectativa é de mais uma etapa repleta de bons “pegas” onde o líder do campeonato Cláudio Harmuch (Uninter/Pro Tork/ Globalcred) leva vantagem por estar correndo “em casa”.

“Eu e o pessoal da Abreu Motors conseguimos deixar o carro muito competitivo. Não fosse o problema elétrico em Telêmaco Borba , certamente estaríamos com ampla vantagem para os adversários. Agora quero me concentrar, para poder fazer uma boa corrida no fim de semana e se der, vencer a etapa em casa”, disse Cláudio Harmuch.

Já o piloto Rogério Melani (Rancho Brasil/Akustiko Bar), que não pode andar na terceira etapa em Telêmaco Borba , disse estar preparado para voltar a vencer na categoria.

“Estou com muito trabalho na área empresarial e com pouco tempo para me dedicar ao meu esporte favorito. Mas como a corrida desse fim de semana é em São José dos Pinhais, quero aproveitar para fazer o maior número de pontos possível e continuar na “briga” pelo título da temporada 2011″ , declarou Cláudio Harmuch (Uninter/Pro Tork).

Com três etapas realizadas, a classificação do campeonato na Fórmula Tubular “I” é a seguinte: 1.º) Cláudio Harmuch, 52 pontos; 2.º) Luiz Santos Camargo, 52; 3.º) Amauri Jesus Soares, 46; 4.º) Rogério Melani, 39; 5.º) Rafael Schuhli, 35; e 6.º) Valter Ferreira, 35.

Marcas “A”

Na categoria Marcas “A” a liderança é do piloto curitibano Amauri Lisboa Jr (Juca) (Sabó/Stockfer/Riosulense/Retifoz), com três vitórias em três etapas, somando 48 pontos ganhos, seguido de Wilson Kavilhuka, 33, e, Gedson Gonçalves, 30.

Mas como ainda faltam sete etapas, todos tem chances de ser campeão em 2011. “Eu tenho vencido, mas com pouca diferença para os adversários, que mostram evolução a cada etapa realizada. O campeonato é longo, e tenho que manter a regularidade se quiser chegar às últimas etapas em condições de “brigar” pelo título em minha categoria”, concluiu Juca Lisboa.

J. Júnior
Rogério Melani
J. Júnior
Juca Lisboa