Com mais aperfeiçoamentos do que novidades, o Peugeot 308 chegou para substituir o modelo 307.  O “hatchback” médio francês melhorou em vários aspectos. Continua com motorizações 1,6 e 2 litros. Mas na menor (1.6), a novidade é o sistema de partida a frio, que não requerer mais injeção de gasolina e o conjunto de reservatório e bomba, tudo graças a sistema desenvolvido pela Bosch.

Lançado no Salão de Frankfurt de 2007, o Peugeot 308 começou a ser comercializado no início de 2008. Em 2011, no Salão de Genebra, foi apresentada sua atualização, cujo desenho é o mesmo do que agora chega ao Brasil. À principal mudança é a grade dianteira menor.

A versão de entrada vem de série com equipamentos como: ajuste de altura do banco do motorista, do volante em altura e distância, este com comando de áudio, computador de bordo, rodas de alumínio de 16 polegadas, volante revestido de couro, ajuste elétrico dos espelhos externos, acionamento elétrico dos vidros “um-toque”, ar-condicionado, travamento central que inclui vidros e tampa traseira por telecomando.

Quanto à segurança, traz bolsas infláveis frontais, cintos dianteiros com pré-tensionador e limitador de esforço, três cintos traseiros de três pontos com limitador de esforço nos laterais, três apoios de cabeça, freios ABS com auxílio à frenagem e sua distribuição eletrônica, repetidoras das setas nos espelhos e travamento automático das portas, entre outros.

O Jornal do Automóvel participou do lançamento e do “test-drive” organizado pela Peugeot, num percurso de cerca de 130 quilômetros entre o Aeroporto Tancredo Neves, em Confins, MG e Ouro Preto. Dirigimos um Allure 1,6 e um Feline, ambos abastecidos com etanol. O 1,6 cumpre o que promete. É ágil, responde bem ao acelerador, tem câmbio bem escalonado e 122 CV a 5.800 rpm, razoável. A suavidade do motor agrada, proporcionando uma velocidade de viagem confortável.

De acordo com a Peugeot o modelo 308 vai de 0 a 100 km/h em 10,3 s e máxima de 196 km/h. O comportamento do 308 repete o do antecessor, mostrando-se previsível e seguro. Os pneus Michelin Primacy 205/55R16H combinados com motor 1,6-litro foram bem definidos e a calibração de sua suspensão McPherson oferece boa estabilidade e conforto. E seu sistema de freios, sempre que exigidos, responderam a contento. A posição de dirigir é perfeita e sua direção precisa e bem calibrada. O 308 enfrentou as curvas da estrada com tranqüilidade.

E outro atributo do 308 é seu tanque de 60 litros, bom para reduzir as paradas em postos de combustíveis em longas viagens. Esteticamente o 308 agrada. Tem bom acabamento e oferece conforto para seus ocupantes. Pelo preço e pelo que oferece, vai incomodar a concorrência.

Veja na galeria de fotos o Peugeot 308.

Veja na galeria de fotos o Peugeot 308.