Terça-feira passada (9/9), a Renault liberou as primeiras imagens do novo Mégane. O carro ganhou novo desenho e, segundo a montadora, terá seis versões em 2010.

Para desenvolver e lançar a nova geração do Mégane (III), foram investidos cerca de 1,8 bilhão de euros. As vendas do novo carro começam em novembro deste ano.

O novo “hatch” dará origem a uma família inteiramente nova, com versões de três e cinco portas, sedã, minivan de cinco e sete lugares, perua, cupê-cabriolet, e possivelmente um SUV, o que é perfeitamente possível, considerando que ele utiliza a plataforma do utilitário Nissan Qashqai.

O novo Renault Mégane tem 4,30 m de comprimento e 2,64 m de entreeixos. Sua parte frontal lembra um pouco o Laguna. E seu porta-malas tem capacidade para levar 403 litros de bagagem.

Entre a gama disponível de motores, destaque para o novo 1,9-litro equipado com turbocompressor, que gera 130 cv de potência máxima e oferece um torque de 300 Nm.

Serão disponibilizados para a linha movida a gasolina, um motor 1,6-litro de 16V com 110 cv e outro 2,0-litro 16V de 140 cv. Ainda está previsto o desenvolvimento de novo motor de 1,4 litro com 130 cv de potência e torque de 190 Nm em conjunto com a Nissan.

A esses motores será acoplada transmissão manual de cinco, manual de seis ou automático. No quesito tecnologia, a Renault adiantou que o modelo possui assistente para baliza, sistema de localização GPS, ar condicionado com controle de temperaturas diferentes para duas regiões no interior do carro, freio de estacionamento eletrônico, limitador de velocidade, “airbag”, ABS, EBD, ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) e conexão Bluetooth.

De acordo com a Renault, a terceira geração do Mégane será produzido nas fábricas de Palencia, na Espanha, e Douai, na França. A apresentação oficial do modelo será feita no Salão do Automóvel de Paris, que começa no início de outubro.