Com produtos que utilizam tecnologia de ponta, excelência mecânica e apuro estético, a Renault apresenta em seu estande no Salão do Automóvel de Paris deste ano, a filosofia adotada pela empresa: a vida dos homens e mulheres.

Por isso, não cabe ao ser humano se adaptar ao automóvel: é o automóvel que deve se adaptar ao homem.

As novidades apresentadas pela Renault em seu estande no Salão de Paris são muitas, entre as quais estão as novas versões hatch e coupé da linha Mégane; o Z.E. Concept (‘Z.E.” = Zero Emissões) – carro-conceito 100% elétrico -; o Novo Kangoo be bop; e o Laguna Coupé, legítimo herdeiro do carro-conceito Fluence.

Novos Mégane

O “show car” Mégane Coupé Concept, apresentado em Genebra no primeiro trimestre deste ano, abriu caminho para a chegada de nova família. Primeiro veio o Novo Mégane Hatch, revelado em setembro. Agora é a vez do Novo Mégane Coupé ser apresentado ao mundo nesta edição do Salão do Automóvel de Paris.

Maiores e mais confortáveis, o Novo Mégane Hatch e o Novo Mégane Coupé são, em média, oito quilos mais leves que seus respectivos antecessores, graças à adoção de materiais nobres e aos modernos recursos tecnológicos.

A ousadia no design conferiu aos novos Mégane Hatch e Coupé personalidade marcante, moderna e esportiva. No interior, ambos dão prioridade à ergonomia e ao conforto.

O Novo Mégane Hatch e o novo Mégane Coupé contam com um conjunto de instrumentos que mescla mostradores analógicos e digitais, cuja animação colorida facilita a leitura.

Os dois modelos da gama Mégane herdaram vários equipamentos comuns aos automóveis de segmento superior, como o freio de estacionamento automático; cartão eletrônico “Renault” – que substitui as tradicionais chaves -, com sistema mãos-livres de abertura das portas e de acionamento do motor à distância; e o dispositivo de navegação Carminat Bluetooth® DVD.

São duas famílias de motores que conciliam economia e desempenho. A linha a gasolina tem propulsor 1.4l turbo como destaque. Essa motorização 1.4 litro gera potência equivalente ao de 1.8 litro; torque próximo aos dos propulsores 2.0 litros e emissão de CO2 equivalente ao de um motor 1.6l. São 130 cv de potência e 190 Nm de torque máximo.