A Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – e a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) firmaram oficialmente na semana passada acordo de cooperação visando a criação do Centro Educacional Paulistano de Motociclistas – CEPAM. As obras devem ter início ainda no mês de fevereiro. Além do conhecimento técnico, a entidade, através do apoio de seus associados Dafra, Harley-Davidson, Honda, Kawasaki e Yamaha, fará um investimento mínimo de R$ 520 mil para a realização de benfeitorias na infraestrutura do local escolhido, onde atualmente está situado o Espaço Vivencial de Trânsito – EVT Chico Landi, na Zona Leste da capital.

O Centro representará uma iniciativa pioneira e inédita que pode inspirar outros órgãos e municípios brasileiros, considerando o aumento em todo o Brasil do uso da motocicleta tanto para fins particulares como profissionais. “Nossa expectativa é que o CEPAM possa servir como uma referência para os motociclistas, e que as ações ali realizadas sirvam não só para o aprimoramento de conhecimento e habilidades, mas também para promover uma mudança de comportamento no trânsito”, afirma Roberto Akiyama, presidente da entidade.

O convênio tem prazo de vigência de 30 meses, contados a partir da assinatura do contrato, prorrogável por igual período mediante interesse das partes. A expectativa é atender até 20 mil motociclistas ao ano. Esta não é a primeira vez que a CET e a Abraciclo firmam acordo buscando uma maior conscientização dos motociclistas. A entidade também realizou, através de Convênio de Cooperação firmado em 2004, obras e benfeitorias feitas no Centro de Treinamento e Educação de Trânsito da CET (CETET), localizado na Barra Funda.