ja811.jpgApresentado como um carro conceito no North American International Auto Show (Naias) de 2002,em Detroit, EUA, o Pontiac Solstice ganhou imediatamente inúmeros adeptos, tanto dentro quanto fora da GM, por ter cumprido a promessa de liberdade de se dirigir ao ar livre e o espírito dos grandes "roadsters" do passado.

Fabricado com a nova arquitetura Kappa da GM, o modelo de série permanece fiel ao conceito do Solstice original, incluindo a tração traseira, banco para dois ocupantes e um capô em concha articulado invertido, que se abre para revelar um motor de quatro cilindros com comando duplo de válvulas variáveis. A General Motors anunciou que este modelo fará parte apenas dos sonhos dos brasileiros, porque não será importado para o Brasil.

ja812.jpgSua dianteira chama a atenção pela grade bipartida, marca registrada da Pontiac, logo abaixo do logotipo vermelho da marca. Aliás, uma frente bem arredondada, com os faróis de milha redondos e enormes. Nas extremidades, perto dos pneus de 18 polegadas, foram colocadas as setas de direção. O capô é liso e sem vincos, e os faróis em forma de gota dão um ar bem interessante ao seu desenho da frontal. Em torno do pára-brisa, moldura de aço escovado.

O Solstice mede 3,99 m de comprimento, 1,82 m de largura e 1,27 m de altura. Um automóvel pequeno, mas que não passa despercebido em nenhum lugar. Como todo bom esportivo, a frente é alongada e a traseira curta. O espelho retrovisor fica acima da altura das portas, facilitando a visibilidade para o motorista.

ja814.jpgA capota pode ser fechada ou  retirada manualmente para transformar o Solstice num verdadeiro "roadster". Completam o visual as maçanetas cromadas e as rodas de 18 polegadas, calçadas com pneus P245/45R18. O logotipo vermelho da Pontiac foi estampado entre a roda e a abertura da porta.

Na traseira, tem linhas mais arredondadas, com união perfeita entre pára-choque e a pequena tampa do porta-malas. As lanternas seguem o tamanho dos faróis. Grandes para o carro. Entre as partes inferiores das lanternas fica estampado o nome Solstice do lado direito, Pontiac do lado esquerdo e o brake light está entre eles. Para completar, luzes de ré e indicadores de direção estão localizadas logo abaixo das lanternas.

O Solstice tem tudo o que os aficionados por esportivos gostam: design exclusivo, interior confortável e bom preço. (BN)

OLHO CLÍNICO

ja821.jpgLinhas harmoniosas, detalhes inteligentes. No interior do Solstice, como em todo bom esportivo, espaço apenas para motorista e acompanhante. Nada de família. Os bancos são confortáveis e contam com encostos altos. A posição dos ocupantes é baixa, mas consegue-se observar tudo em volta. A alavanca de câmbio, do lado direito do console, atrapalha um pouco, mas nada que tire os méritos desse "roadster". O motorista pode optar em rodar com ou sem capota, como um autêntico "roadster" ou conversível. Para guardar a capota, abre-se a tampa do porta-malas para trás e pronto. Com isso sobra um espaço para a bagagem de 107 litros apenas. É, mas espaço para bagagem nunca foi o forte desses modelos esportivos.

ja818.jpgO painel do Solstice é simples, do estilo cabine, que envolve o motorista. Tem belo desenho e oferece os itens necessários ao motorista. Em duas cores – cinza mais claro e cinza mais escuro, conta com detalhes cromados no aro em volta da alavanca do câmbio, no freio de estacionamento, nas molduras dos quadros de instrumentos e saídas de ar. Tem mostrador de gasolina, conta-giros e velocímetro. Não tem indicador de temperatura da água. Entre seus equipamentos, CD player e air bags, além de ar-condicionado, trio elétrico, controle de velocidade e revestimento do volante e bancos em couro como opcionais.

ja824.jpgPoucas pessoas como nós tiveram o prazer de dirigir o Pontiac Solstice na pista de testes da GM do Brasil, em Indaiatuba, interior de São Paulo. Mas quem dirigiu esse "roadster", gostou e não poupou elogios ao modelo, pois o Solstice mostrou que tem ótima estabilidade A direção é leve e o câmbio de cinco marchas conta com as duas primeiras mais curtas e a terceira, a quarta e a quinta mais alongadas. Alguns jornalistas sentiram falta de um ronco mais forte do motor, um quatro cilindros Ecotec DOHC com válvulas variáveis e 2.4 litros, desenvolvendo 172 cavalos de potência máxima a 6.400 rpm e 23,5 mkgf de torque máximo a 4.400 rpm. Mesmo com motor dianteiro, os seus 1.300 kg estão muito bem distribuídos.

Realmente é uma pena a GMB não trazer este conversível para o mercado brasileiro, pois ele daria o que falar!

O Solstice é um conversível que o dono leva para "passear" nos finais de semana, com o teto aberto, num belo dia de sol. Acreditem… (BN)

FICHA TÉCNICA

Motor: Ecotec 2.4L DOHC I-4 (LE5)

Cilindrada: 2400 cc

Potência máxima: 172 cv a 6.400 rpm

Torque máximo: 23,5 kgmf a 4.400 rpm

Transmissão: MW5 Aisin manual de 5 velocidades

Material da carroceria: aço estampado/hidroformado

Material do chassi: alumínio/aço

Suspensão dianteira: independente,com amorteecedor hidráulico e barra estabilizadora de 27,2mm

Suspensão traseira: independente,com amorteecedor hidráulico e barra estabilizadora de 24,2mm

Rodas(in): alumínio 18 x 8,5

Pneus: p245/45r18

Freios: a disco nas 4 rodas com opção ABS

Altura: 1.274 metros

Comprimento: 3.994 mm

Largura: 1.819 mm

Distância entre eixos: 2.415 mm

Peso: 1.300 kg

Preço: US$ 19.200