A Volvo Bus Latin America iniciou no Brasil, uma série de testes com seu novo ônibus híbrido (Hibribus), movido a eletricidade e a diesel. O veículo, um chassi 7700 Hybrid, rodará em Curitiba na linha Interbairros 2, uma rota de 42 quilômetros que conecta diversos bairros e terminais de parada. Os testes serão realizados também em outras cidades brasileiras.

Na capital paranaense, a parceria envolve também a URBS, empresa responsável pela gestão do transporte coletivo urbano da cidade. O ônibus tem dois motores, um a diesel e outro elétrico, que funcionam em paralelo ou de forma independente.

O motor elétrico é utilizado para arrancar o ônibus e acelerá-lo até uma velocidade de proximadamente 20 km/hora, e também como gerador de energia durante as frenagens.

O motor diesel entra em funcionamento em velocidades mais altas. A cada vez que se acionam os freios, a energia de desaceleração é utilizada para carregar as baterias.

Quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos, o motor diesel fica desligado. Estudos da Volvo demonstram que o tempo que o veículo fica parado pode representar até 50% do período total de operação do ônibus.

Durante todo esse tempo, não há emissões de poluentes, pois o motor diesel se apaga completamente. O sistema híbrido da Volvo proporciona uma redução no consumo de combustível de até 35%. Mas a diminuição das emissões de poluentes que saem do escape pode variar de 80% a 90%, na comparação com motores a diesel convencionais.

Além da demanda por soluções ambientalmente corretas, o híbrido é uma excelente solução para os altos preços de combustíveis de origem fóssil, que devem atingir níveis ainda maiores no futuro em razão do esgotamento das reservas naturais.

“Com estes veículos, temos a possibilidade de combinar uma elevada capacidade de transporte com redução no consumo de combustível num sistema que ainda respeita o meio ambiente”, afirma Euclides Castro, gerente de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.