Com 5.892 unidades vendidas, o Xsara Picasso assumiu a liderança do segmento de monovolumes nos primeiros cinco meses do ano, com 28,7% de participação. Só em maio, o modelo conquistou 40,2% das vendas do segmento, com 1.634 unidades, o que representa um crescimento de 150,6% sobre o mesmo mês de 2001. Um resultado expressivo, principalmente ao se considerar que a marca possui uma rede de distribuição bem menor que sua concorrência no segmento: 47 concessionárias da marca, contra 177 da Renault e 430 da GM. A Zafira vendeu 902 unidades, seguida da Classe A (781) e Scénic (747), segundo dados da Anfavea.

Segundo Sérgio Habib, presidente da Citroën do Brasil, “esta conquista demonstra a excelente aceitação do Xsara Picasso pelo consumidor, que encontra na marca um produto altamente competitivo, além de um atendimento personalizado e diferenciado”. Outro ponto destacado pelo executivo foi o sucesso da promoção Xsara Picasso Brasil, que incorporou ao produto bancos de couro, CD frontal e rodas de liga leve. Pesquisa da marca define o perfil do comprador do Xsara Picasso: predominantemente masculino (61%), com idade média de 42 anos, casado e com 2 filhos.