O secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, anunciou ontem que incluirá nas estatísticas oficiais as vítimas de balas perdidas no Estado. Até agora, os casos são registrados pelo Instituto de Segurança Pública como homicídios e lesões corporais, considerados crimes pelo Código Penal. A inclusão não tem prazo para ocorrer, mas, segundo Beltrame, ?pode ajudar até a corrigir falhas?.

Beltrame elogiou a atuação dos policiais na ação de anteontem no Complexo do Alemão, onde quatro inocentes foram feridos por balas perdidas. ?Não entendo que houve erro da polícia. Tínhamos que chegar ao local e fomos recebidos daquele jeito. Não posso permitir que pessoas procuradas pela Justiça, sem compromisso social e drogadas, intimidem o cidadão. Se a polícia não for lá, criaremos ilhas inexpugnáveis no Rio. As operações vão continuar.? O secretário deve se reunir hoje com os familiares da estudante Alana Ezequiel, morta na segunda-feira por uma bala perdida num confronto entre policiais e traficantes.