John Macdougall/AFP

O jogador Michael Ballack, privado de participar no Mundial-2010 por causa de uma lesão no tornozelo direito, afirmou que sofre muito por ter que acompanhar o excelente desempenho de seus companheiros de fora da seleção.

“Isso me doi muito. Eu também gostaria de estar em campo, mas assim é o futebol”, declarou o volante ao canal de tv alemão ZDF.

Vítima de uma violenta infração por parte do ganês Kevin-Prince Boateng na final da Copa da Inglaterra, vestindo a camisa do Chelsea, Ballack teve deixar o Mundial poucos dias antes de seu início.

Na quinta-feira ele voou para a África do Sul para torcer por sua seleção das arquibancadas.

O capitão da Mannschaft vice-campeã da Europa em 2008 se mostrou otimista sobre as chances da Alemanha, principalmente depois da goleada de 4-0 ante a Argentina.

“Quando se vê como esta equipe derrotou a Argentina, está claro que faz parte das grandes favoritas ao título”, afirmou.

“Parto do princípio de que vai chegar à final. É importante que os jogadores mantenham os pés no chão, mas isso é algo que não temo, pois os rapazes transordam confiança”, concluiu.