Os bancários do Paraná podem entrar em greve geral caso as negociações com a Fenaban não cheguem a um acordo. A rodada de negociações marcada para hoje, em São Paulo, foi adiada para sexta-feira, a pedido dos banqueiros. Com data-base em primeiro de setembro, os bancários reivindicam reajuste salarial de 21,58%, referente à inflação estimada de setembro de 2002 a agosto de 2003, mais resíduo inflacionário de 0,42% de setembro de 2001 a agosto de 2002; e 3,99% de produtividade.
A proposta da Fenaban é corrigir os salários em 10%. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)