O Banco do Brasil repassou R$ 10,650 bilhões para a agricultura na safra 2001/02, extrapolando a meta anunciada em junho do ano passado em R$ 150 milhões, informou hoje (27) o vice-presidente para a área de Agronegócios, Ricardo Conceição. Esses recursos representam 27% e 56% a mais, respectivamente, que as aplicações na safra anterior (2000/01), conforme o vice-presidente do BB.

Do total de recursos emprestados – a maior parte com juros fixos de 8,75% ao ano -, R$ 7 bilhões se destinaram a financiamentos de custeio da safra passada e R$ 2 bilhões a investimentos. A maior parte do crédito de custeio foi destinada ao cultivo de soja, milho e arroz. No balanço feito pelo BB relativo ao ano safra 2001/02 – que compreende o período de 1.º de julho de 2001 a 30 de junho de 2002 -, o banco também constatou um aumento de 173%, em relação ao ano safra anterior, nos empréstimos feitos com recursos do Fundo do Centro-Oeste (FCO).