As agências bancárias funcionarão em horários especiais nos dias de jogos da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo da Alemanha, que começa na próxima semana, no dia 9 de junho. Conforme recomendação da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), as instituições deixarão de funcionar de maneira ininterrupta excepcionalmente nos dias úteis com partidas do Brasil, após a permissão estabelecida pelo Banco Central, no dia 17 de maio, por meio da circular de número 3.322.

A Febraban informou que foram estabelecidos dois intervalos especiais de funcionamento, conforme os dois horários previstos para as partidas da seleção em dias úteis: meio-dia e 16 horas (de Brasília). Os bancos são obrigados, com antecedência mínima de 48 horas, a afixar, em suas dependências, aviso sobre o horário de atendimento

Quando o Brasil jogar às 12 horas, as agências vão abrir às 8h30 e encerrar o primeiro período de funcionamento às 11h30. A segunda etapa de funcionamento começará às 14h30, para terminar às 16 horas, nas capitais e regiões metropolitanas do País, e às 15h30 nos municípios do interior. Quando a seleção disputar partidas às 16 horas, as agências atenderão o público das 9h30 às 14h30 em todas as cidades brasileiras.

De acordo com sorteio da Fifa, o Brasil, pelo Grupo F da competição, iniciará sua participação contra a Croácia, no dia 13 de junho (terça-feira), em Berlim, às 16 horas (de Brasília); fará seu segundo jogo, contra a Austrália, no dia 18 (domingo), em Munique, às 13 horas; e disputará a terceira partida contra o Japão, na cidade Dortmund, no dia 22 (quinta-feira), às 16 horas.

Segunda fase

Na hipótese bastante esperada de o Brasil avançar para a segunda fase, a Febraban também elaborou períodos especiais de funcionamento, com base nos mesmos horários da primeira fase. Os horários levaram em conta a possibilidade de a seleção ficar em primeiro ou segundo lugar no grupo

Na primeira projeção, com o Brasil na liderança do Grupo F, o jogo das oitavas-de-final seria disputado, contra o segundo colocado do Grupo E, formado por Itália, Gana, Estados Unidos e República Checa. A partida está marcada para o dia 27 de junho (terça-feira), novamente em Dortmund, às 12 horas. Caso fosse a vencedora, a seleção enfrentaria a equipe vitoriosa do confronto entre o primeiro colocado do Grupo H (Espanha, Ucrânia, Tunísia e Arábia Saudita) e o segundo do Grupo G (França, Suíça, Coréia do Sul e Togo), em jogo a ser disputado em Frankfurt, no dia 1.º de julho (sábado), às 16 horas. Se vencer esta partida, o Brasil jogará as semifinais em Munique, no dia 5 de julho (quarta-feira), às 16 horas, para depois tentar a final, em Berlim, no dia 9 de julho (domingo), às 15 horas.

Na segunda projeção, com o Brasil na vice-liderança, o jogo das oitavas-de-final seria disputado contra o primeiro colocado do Grupo E. A partida está marcada para o dia 26 de junho (segunda-feira), em Kaiserslautern, às 12 horas. Caso fosse a vencedora, a seleção enfrentaria a equipe vitoriosa do confronto entre o primeiro colocado do Grupo G e o segundo do Grupo H, em jogo a ser disputado em Hamburgo, no dia 30 (sexta-feira), às 16 horas. Se vencer esta partida, o Brasil jogará as semifinais em Dortmund, no dia 4 de julho (terça-feira), às 16 horas.