A base monetária (papel-moeda emitido mais reservas bancárias) teve uma contração de 0,5% na média dos saldos diários de agosto, de acordo com informação divulgada há pouco pelo Departamento Econômico (Depec) do Banco Central (BC). Com a variação, o saldo da base passou dos R$ 82 519 bilhões de julho para R$ 82,074 bilhões.

O valor está dentro da faixa de variação de R$ 71,5 bilhões a R$ 96,8 bilhões fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para o terceiro trimestre do ano. No período de 12 meses até agosto, a base monetária ainda acumula uma expansão de 13,2% na média dos saldos diários. No conceito de final de período (ponta), a base teve uma contração de 0,6% e o valor de seu saldo variou dos R$ 80,284 bilhões de julho para R$ 79,820 bilhões. Em 12 meses até agosto, a base monetária na ponta ainda acumula uma expansão de 10,6%.