O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) anunciou nesta quarta-feira que decidiu manter sua política monetária inalterada, com um volume anual de compra de ativos de 80 trilhões de ienes. Oito dos conselheiros do banco votaram a favor da manutenção, enquanto apenas um, o economista Takahide Kiuchi, votou contra.

Kiuchi, um crítico feroz da agressiva flexibilização da política monetária japonesa, não só votou contra a manutenção do atual programa como também propôs a redução do volume anual para 45 trilhões de ienes. Sua proposta, no entanto, foi recusada.

Em comunicado, a diretoria do BoJ disse que a maioria dos membros mantém a visão de que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) está no caminho para atingir a meta de 2,0% ao ano. Além disso, para a autoridade monetária, a economia segue em uma tendência de recuperação moderada.

Se descontado o efeito do aumento de impostos adotado em abril do ano passado, o núcleo do CPI (medida que retira do indicador os itens que apresentam maior volatilidade) ficou estável em fevereiro, frente ao mesmo mês de 2014. Fonte: Dow Jones Newswires.