O ministro do Trabalho e do Emprego, Ricardo Berzoini, afirmou hoje que a decisão dos bancários de voltar ao trabalho ?foi madura?. ?Agora cabe ao tribunal decidir qual vai ser a proposta final?. O Tribunal Superior do Trabalho deverá julgar na próxima quinta-feira (21) o dissídio coletivo dos funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. O dissídio é um recurso usado por trabalhadores ou patrões quando não há acordo nas negociações.

Segundo o ministro, o governo federal não queria que a questão fosse parar na Justiça. Para ele, a proposta apresentada pelos banqueiros no início das negociações ?era a melhor dos últimos 15 anos e já significava um grande avanço?.

Na opinião do presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, a instituição fez uma boa proposta aos bancários. “A proposta alcança 2% a mais do que a inflação, um ganho real. E, sobretudo para os menores salários, o reajuste é de 11,5% e 12%, o que representa um ganho real de 5%. Isso é importante e eu acredito que não foi suficientemente entendido pelos bancários durante o movimento”, afirmou.