John Macdougall/AFP

O chefe da delegação da Alemanha, Oliver Bierhoff, apostou nesta sexta-feira em uma vitória da Espanha contra a Holanda na final da Copa do Mundo, domingo em Johannesburgo, enquanto o jogador Thomas Müller não revelou sua preferência. “Espero que seja uma bela final, técnica, com ritmo. Do meu ponto de vista, a Espanha deve ganhar, para nós seria mais fácil de digerir nossa derrota (por 1-0 contra a ‘Fúria’)”, declarou Bierhoff. “Se perdermos, como em 2006, para o campeão mundial, podemos lidar melhor com nossa decepção”, insistiu o chefe da delegação da Alemanha, enquanto Müller preferiu ficar em cima do muro, para, talvez, preservar uma boa relação com seus companheiros holandeses no Bayern de Munique, como Robben. “Será 50-50”, estimou uma das revelações desta Copa.