Os 30 agentes de fiscalização do transporte intermunicipal do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) que estarão espalhados pelo Estado durante a Operação Viva o Verão contarão com o reforço de cães farejadores para auxiliar a Secretaria da Segurança Pública no combate ao tráfico e prevenção ao uso de drogas. As blitze começam em janeiro de 2006.

A intenção, segundo o secretário dos Transportes Waldyr Pugliesi, é aproveitar o trabalho sério já realizado pela equipe do DER no cuidado com a regularidade do transporte de passageiros para coibir o tráfico de drogas, bastante verificado no Litoral paranaense durante o verão. ?É uma parceria importante e totalmente coerente já que estamos tratando da segurança e do bem-estar dos paranaenses?, afirmou.

O diretor-geral do DER, Rogério Tizzot, informou que o restante da operação segue da mesma forma como nos anos anteriores. A ação, que visa coibir a prática do transporte irregular, vai até fevereiro e deve ocorrer todos os finais de semana em postos da Polícia Rodoviária Estadual e Federal, em dias e turnos alternados.

As equipes farão as abordagens nas saídas e caminhos para o Litoral paranaense e também em terminais rodoviários do Litoral, principalmente para que seja verificado o cumprimento de horários das empresas regulares.

O objetivo principal, segundo Pugliesi, é inibir a prática do transporte clandestino de passageiros. ?O transporte de passageiros encontra uma grande demanda com a aproximação das férias e da temporada de verão. É um momento oportuno para a proliferação dos veículos de transporte irregulares?, informou.

Tizzot esclarece que empresas autorizadas a realizar o serviço de transporte intermunicipal são registradas no DER. ?Elas possuem o registro e têm seus veículos inspecionados para garantir a existência de equipamentos básicos de segurança?, explica. Além disso, responsáveis do DER verificam rotas, horários e documentação.

Durante as blitze, são abordados também os veículos licenciados. Eventuais problemas apresentados geram notificação da empresa. ?Nossa intenção é zelar pela segurança dos passageiros e também dos demais usuários das rodovias paranaenses. Por isso, é inconcebível o tráfego de veículos fora das condições, o que é mais difícil acontecer com os que passam por verificação constante?, finalizou.