A Assessoria da Presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou há pouco à Agencia Brasil, nesta capital, que a instituição ainda não recebeu a carta-consulta do Banco Fator com a modelagem da fusão entre as empresas Varig e TAM, do setor de aviação civil.

O protocolo do documento é a primeira condição estipulada pelo presidente do BNDES, Carlos Lessa, para que o banco entre formalmente no processo de reestruturação das empresas. Lessa deixou claro, porém, que o banco só negociará com a futura empresa que resultar da fusão, caso os técnicos considerem aceitável a proposta apresentada. Segundo notícias do mercado, o Banco Fator teria encaminhado hoje pela manhã uma minuta da carta-consulta à direção das duas companhias para avaliação.