O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro recorde de R$ 3,317 bilhões no primeiro semestre deste ano, o melhor resultado da história da instituição nos seis primeiros meses do ano e superior ao maior lucro anual do banco registrado em 2005, de R$ 3,202 bilhões. "O BNDES tem intensificado recentemente sua ação de fomento. No entanto, estamos conseguindo combinar isso com o desempenho do ponto de vista bancário e financeiro extremamente positivo", afirmou o presidente do BNDES, Demian Fiocca.

O lucro do primeiro semestre é 81,1% superior em relação aos ganhos do mesmo período do ano passado, de R$ 1,832 bilhão. Segundo o executivo, contribuíram para o lucro recorde os resultados do banco com renda variável, que nos seis primeiros meses deste ano totalizaram R$ 2,580 bilhões. Deste total, o BNDES destacou o ganho de R$ 1,350 bilhão com alienações de parte de sua carteira, com ênfase para o lucro bruto de R$ 682 milhões gerados pela oferta pública das ações do Banco do Brasil.

Trimestre

O lucro do BNDES no segundo trimestre deste ano foi de R$ 1,393 bilhão. No entanto, Fiocca afirmou que não há como comparar o lucro divulgado hoje com o resultado do mesmo período do ano passado. Isso porque no segundo trimestre de 2005 o BNDES teve de fazer um ajuste em suas contas que levou a um prejuízo de R$ 752 milhões. "Quando há oscilações dessa natureza, uma grande alteração de um trimestre para outro, isso reforça a recomendação analítica geral que para ver tendências é melhor pegar períodos maiores", afirma Fiocca.