A equipe feminina brasileira de ginástica artística começa hoje a disputar medalhas no Mundial da Dinamarca em clima de festa. Nunca o País havia conseguido tantas boas colocações nas etapas classificatórias. Além disso, tanto o masculino e quanto o feminino, já estão classificados para o Pré-Olímpico de 2007.

"O nosso 7º lugar por equipes (no feminino) foi inédito. Com os meninos, a 18º colocação também foi a melhor. Foi um resultado surpreendente", afirmou Eliane Martins, supervisora das seleções permanentes, diretamente de Aarhus, na Dinamarca. "Esperávamos ficar pelo menos entre as 12 melhores equipes no feminino. Mas chegamos a liderar por um bom tempo. É uma sensação ótima.

Com o fim das qualificatórias, ontem, Laís Souza confirmou-se como o destaque brasileiro. A jovem ginasta, de 17 anos, participará de quatro finais. Além de representar o Brasil, hoje na disputa por equipes, brigará por medalha no individual geral (quando a atleta compete nos quatro aparelhos: solo, trave, salto sobre cavalo e barras assimétricas) e nas decisões individuais do salto e do solo.

Laís, que não competia desde maio, não quer pensar em pódio, por enquanto. Espera realizar um novo feito, com uma boa classificação brasileira por equipes. "Conquistar uma medalha em Mundial é muito difícil. Agora não quero pensar nisso. Pretendo me sair bem no salto, que é a minha especialidade", disse a ginasta.