Dois pilotos brasileiros, Lucas di Grassi e Antonio Pizzonia, garantiram nesta quarta-feira (06) participação na temporada de 2007 da GP2, considerada atualmente a principal categoria de acesso à Fórmula 1. Bruno Senna ainda continua à procura de equipe, assim como Sérgio Jimenez.

Di Grassi, de 22 anos, vai disputar a sua segunda temporada na GP2 e dará um salto importante. Isso porque a equipe que o contratou, a ART, é considerada a melhor da categoria.

A ART, comandada por Nicolas Todt, filho de Jean Todt, diretor-geral da Ferrari, conquistou os dois campeonatos da GP2 disputados até aqui. O deste ano, inclusive, foi com Lewis Hamilton, contratado pela McLaren para a F-1.

Bruno Senna também lutava por um lugar no time, mas acabou preterido. O outro piloto da ART será Michael Ammermüller.

Já Pizzonia, que tenta retomar a carreira depois da péssima e comprometedora passagem pela Williams na Fórmula 1, ganha uma chance na FMS, equipe de propriedade do italiano Giancarlo Fisichella, piloto da Renault.