Jewel Samad/AFP

Um belo passe de Felipe Melo, uma conclusão precisa de Robinho, de primeira, e o Brasil saiu na frente da Holanda no primeiro tempo do jogo pelas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul, no estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth. O jogo começou tenso, com os holandeses tentando pressionar a arbitragem. Aos poucos, porém, a seleção brasileira foi impondo seu jogo para sair com a vantagem de 1 a 0 no intervalo.

Aos 7 minutos, Daniel Alves foi lançado na esquerda, entrou na área e passou para Robinho, livre, tocar para o gol vazio, mas o juiz japonês Yuichi Nishimura já havia dado impedimento de Daniel Alves no lance. Dois minutos depois, Felipe Melo aproveitou um buraco na defesa holandesa e deu ótima enfiada para Robinho, que chutou de primeira, por baixo do goleiro Stekelenburg. Brasil 1 a 0.

Na resposta da Holanda, Kuyt recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou de direita. Julio César espalmou para escanteio. Na Cobrança, o goleiro aliviou o perigo com um soco. Aos 12, Heitinga fez falta em Luis Fabiano sem bola e tomou o primeiro cartão amarelo no jogo. Na cobrança da falta, de muito longe, Daniel Alves mandou à direita de Stekelenburg.

Cinco minutos depois, a Holanda também teve falta a favor no campo de ataque, pela esquerda, e Van Persie também chutou para fora, por cima do gol de Julio César. Aos 24 minutos, após cobrança de escanteio pela direita do ataque brasileiro, Daniel Alves pegou o rebote ao lado da área, cortou o marcador duas vezes e cruzou para o meio da área. Juan se antecipou à defesa holandesa, mas mandou por cima do travessão.

E o Brasil chegou muito perto do segundo gol aos 30 minutos, numa bela jogada. Robinho fez ótima jogada pela esquerda e rolou para Luis Fabiano, que tocou de calcanhar para Kaká ajeitar e chutar no ângulo. Stekelenburg voou na bola e, de mão trocada, fez uma defesa espetacular. Aos 35, Sneijder bateu falta frontal ao gol brasileiro e Julio César, bem colocado, segurou firme.

No último minuto, em contra-ataque brasileiro que passou por Michel bastos, Kaká e Daniel Alves, Maicon recebeu na direita e chutou an rede pelo lado de fora. Stekelenburg ainda tocou na bola.

Aos 28 minutos, Felipe Melo fez falta em Robben e, na sequência, pisou no atacante holandês. Foi expulso e piorou ainda mais a situação do Brasil na partida. Mesmo com um a menos, o Brasil quase chegou ao empate em cobrança de escanteio de Maicon aos 33 minutos. A bola passou por todo mundo na pequena área e Kuyt jogou para novo córner. Três minutos depois, Julio César pegou chute de Sneijder na grande área. Na Resposta brasileira, Kaká arrancou pela esquerda, invadiu a área e chutou. A zaga holandesa desviou para escanteio.

No fim do jogo, totalmente descontrolado, o Brasil não conseguiu fazer mais nada e acabou eliminado da Copa do Mundo da África do Sul.

– Copa do Mundo da África do Sul –

Holanda – Brasil 2 – 1 (0-1)

Goles:

Holanda: Felipe Melo (8 do 2º tempo, contra), Sneijder (23 do 2º tempo)

Brasil: Robinho (10)

Estádio: Nelson Mandela

Campo: bom

Clima: quente

Público: 40.186

Árbitro: Y. Nishimura (JPN)

Cartões amarelos:

Holanda: Heitinga (14), Van der Wiel (2 do 2º tempo), de Jong (19 do 2º), Ooijer (31 do 2º)

Brasil: Bastos (37)

Expulsões:

Brasil: Felipe Melo (28 do 2º)

Escalações:

Holanda: Maarten Stekelenburg – Gregory van der Wiel, John Heitinga, Andre Ooijer, Giovanni van Bronckhorst (cap) – Mark van Bommel, Nigel de Jong – Arjen Robben, Wesley Sneijder, Dirk Kuyt – Robin van Persie (Klaas-Jan Huntelaar 40 do 2º). Técnico: Bert van Marwijk.

Brasil: Julio César – Maicon, Lucio (cap), Juan, Michel Bastos (Gilberto 17 do 2º) – Dani Alves, Felipe Melo, Gilberto Silva – Kaká – Luis Fabiano (Nilmar 32 do 2º), Robinho. DT: Dunga.