O pagamento do abono anual, que é equivalente ao 13º salário dos segurados e aos dependentes da Previdência Social, será antecipado neste ano. A medida tomada pelo governo federal, de acordo com informações da Agência Brasil, já consta em decreto assinado e publicado na edição o Diário Oficial da União desta quarta-feira (5).  

LEIA MAIS – Auxílio emergencial já pode ser sacado por quem nasceu em abril 

Em 2021, o pagamento ocorrerá em duas parcelas. A primeira, correspondente a 50% do benefício devido em maio deste ano, será paga juntamente com os benefícios desse mês, entre os dias 25 de maio e 8 de junho. A segunda parcela será paga com os benefícios da competência do mês de junho de 2021, entre 24 de junho e 7 de julho. O pagamento do abono anual ocorre, em geral, nas competências agosto e novembro.

LEIA TAMBÉM – Dona da Sadia, Perdigão e Qualy anuncia investimento de R$ 292 milhões no Paraná

De acordo com o Ministério da Economia, a medida tem por objetivo incrementar a renda dos beneficiários que fazem jus ao abono, o que deve injetar cerca R$ 52,7 bilhões na economia do país. A pasta também informou que a medida não tem impacto orçamentário, já que haverá somente a antecipação do pagamento do benefício, sem acréscimo na despesa prevista para o ano.

Conforme a Agência, o governo confirma que a grande maioria dos beneficiários da Previdência Social são pessoas idosas, doentes ou inválidas e, portanto, integrantes dos grupos mais vulneráveis ao novo coronavírus.