As medidas adotas pela Aeronáutica para normalizar o tráfego aéreo continuam fazendo efeito. Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), entre a zero e as 10 horas, apenas 26 dos 624 vôos programados nos aeroportos do País atrasaram além de uma hora, o que corresponde a 4,1% do total. Trinta e três foram cancelados (5,2%). Às 10 horas, outros 12 vôos estavam programados fora do horário. Os dados referem-se à situação de 13 aeroportos do País

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, registrou o maior número de atrasos. De 81 vôos, oito atrasaram. Ou seja, 9,8%. No Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, de 74 vôos, dois tiveram atrasos e quatro foram cancelados

No Rio de Janeiro, o Aeroporto Antonio Carlos Jobim – Galeão registrou três atrasos e seis cancelamentos em 48 vôos. Nos aeroportos Presidente Juscelino Kubitschek (DF), de Belém (PA), Pinto Martins (CE), Salgado Filho (RS) e do Recife (PE) somente um vôo atrasou em cada