Recife – O assessor da Funai para assuntos do Nordeste, Wilton Madson Andrada, 46 anos, morreu no final da tarde de sexta-feira em um acidente de carro, na BR-423, quando viajava para Águas Belas, no agreste de Pernambuco, para uma reunião com o Incra e índios fulni-ô. Ele teve traumatismo craniano e morreu na hora. Os outros ocupantes do Fiat Uno eram o motorista Severino Dantas – que teve fratura exposta no cotovelo -, o administrador da Funai em Pernambuco, Manoel Barros Sobrinho, que fraturou a clavícula, e a mulher deste, Jocilene Barros, que nada sofreu. O acidente ocorreu no município de Iati, a 288 quilômetros de Recife, localizado entre Garanhuns -de onde eles haviam saído – e Águas Belas. O corpo de Andrada seguiu na tarde de ontem, de avião, para Montes Claros (MG), onde mora sua família.