Cuiabá – Um acidente envolvendo um caminhão e uma van deixou um saldo de 12 mortos, entre eles 11 índios da etnia caiapó e o motorista do caminhão, Aparecido Jesus Saldotti 43 anos, após colisão na BR-163, na volta de um encontro em Brasília. Um dos índios mortos, Tedje Metuktire, de 35 anos, líder caiapó, é filho do cacique Raoni, conhecido no exterior pela sua militância. Tedje presidia o Instituto Raoni, em Colíder, onde residia há 3 anos. O motorista da van, da empresa Executiva Tur, Ivaldo Barbosa Leite, 49, está internado no pronto-socorro de Nova Mutum em estado grave. O acidente aconteceu no final da tarde de anteontem, na BR-163, em Nova Mutum, Norte do Estado do Mato Grosso, distante 270 quilômetros de Cuiabá. As vítimas serão enterradas neste domingo, no Parque Nacional Indígena do Xingu. Até o final da manhã de ontem os corpos ainda não haviam sido transladados para as Aldeias Metktire, Kapoto e Kubenkotre, da etnia Caiapó, no Parque Nacional do Xingu.