A Justiça Federal em Minas determinou a libertação, sob fiança, de dois envolvidos na fraude do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. Foram soltos na sexta-feira, 25, Jonathan Galdino dos Santos e Rodrigo Ferreira Viana, ambos detidos em Montes Claros em 6 de novembro, segundo dia de provas, pela Polícia Federal.

Conforme as investigações, os fraudadores tiveram acesso antecipado às provas e repassavam informações a candidatos. O juiz Wilson Pereira argumentou que ambos não têm antecedentes criminais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.