Os passageiros que utilizam o aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, continuam enfrentando atrasos e cancelamentos de vôos na manhã desta quarta-feira (25). Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), 20 dos 37 vôos programados foram cancelados.

Entre os vôos cancelados estavam os da companhia aérea TAM, que já havia divulgado previamente ontem o cancelamento de 36 de seus vôos nesse aeroporto. Já a Gol, divulgou na tarde de ontem um comunicado pedindo aos seus passageiros que adiassem a viagem até a segunda-feira, 30.

Segundo a nota, a Gol "espera que seja restabelecido o fluxo normal do tráfego aéreo. A Gol manterá seus serviços para atender os clientes que necessitem viajar imediatamente e para levar a seus destinos aqueles que ficaram retidos nos últimos dias.

Remanejo de vôos

A empresa também vai começar a implantar, a partir da próxima segunda-feira, uma nova malha de vôos. "Essa reorganização implica transferência de parte dos vôos que tradicionalmente operam em Congonhas para o aeroporto de Guarulhos. A relação desses vôos estará disponível no site www.voegol.com.br", de acordo com a nota.

A empresa BRA decidiu transferir todos seus vôos para o aeroporto de Cumbica. A empresa divulgou uma nota explicando que "até o dia 30 de julho e em caráter provisório, a BRA transfere seus vôos do Aeroporto de Congonhas para o Aeroporto de Guarulhos (embarque e desembarque)", com exceção dos vôos com trecho entre Congonhas/Ipatinga, que continuarão operando normalmente.