Boletim divulgado pela Infraero na tarde desta segunda-feira (6) aponta que até as 15h30, de 1.162 vôos programados no País, 133 atrasaram mais de uma hora (11,4%) e 113 foram cancelados (9,7%). Pela manhã, o Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro, ficou fechado das 8h32 às 10h52, por conta de um forte nevoeiro. Até as 15h40, das 46 partidas programadas, o terminal acumulou 14 atrasos e 22 cancelamentos. Quanto às chegadas, o aeroporto contabilizou atrasos em 11 dos 42 pousos previstos. Outras 21 chegadas foram canceladas.

O Aeroporto do Galeão, também no Rio, que recebeu sete vôos que pousariam no Aeroporto Santos Dumont e operou por instrumentos do início da manhã até as 13h30, por conta do mau tempo, apresentou o maior percentual de atrasos: 21,5% das operações. Dos 107 vôos previstos, 12 sofreram atrasos superiores a uma hora. Outros 12 vôos foram cancelados (11,2%).

Já o Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, contabilizou o maior número de cancelamentos: 44 vôos, o que representa 28% dos 157 vôos programados. Outros sete vôos atrasaram. O Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, registrou atrasos superiores a uma hora em oito dos 144 vôos previstos (5 5%). Cinco vôos foram suspensos. Já no Aeroporto de Brasília, no Distrito Federal, 13 dos 77 vôos previstos operaram fora do horário e três foram cancelados.