Pirassununga, SP (ABr) – A formatura da primeira turma mista de oficiais aviadores da Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, interior de São Paulo, está prevista para o final de novembro. Dos 110 alunos, 11 são mulheres, pioneiras na pilotagem militar. Depois de formadas, poderão escolher em que área da aviação pretendem atuar: participar de missões de resgate, pilotar helicópteros ou até mesmo entrar para a Esquadrilha da Fumaça.

O tenente Costa Mattos, um dos 11 pilotos da esquadrilha, disse que são necessárias pelo menos 1.500 horas de vôo, sendo 800 horas de instrução na AFA, para realizar as acrobacias. ?O tempo médio é de sete a oito anos depois de formada?. A primeira-dama, Marisa Letícia, esteve ontem em Pirassununga e foi convidada para ser a madrinha da turma.