A mata atlântica será um dos principais assuntos, amanhã (05), no Dia Mundial do Meio Ambiente, no Congresso Nacional, em Brasília. Além de uma audiência pública dedicada ao bioma na Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias da Câmara dos Deputados, ambientalistas da Rede de Organizações Não-Governamentais (ongs) da Mata Atlântica – que reúne cerca de 200 entidades – entregarão ao presidente da Câmara, deputado federal Aécio Neves (PSDB/MG), um documento com 160 mil assinaturas, apoiando a aprovação do Projeto de Lei 285/99, que trata da proteção da mata atlântica.

Um dos maiores trunfos do projeto de lei é criar benefícios fiscais para quem preservar a mata atlântica, bioma presente em 17 Estados brasileiros e reduzido a pouco mais de 7% de sua área original. Apostando na tese de que a conservação da mata atlântica é uma oportunidade e não um obstáculo ao desenvolvimento, estão sendo lançados, também nesta Semana do Meio Ambiente, dois livros que trazem propostas concretas de como recuperar e obter benefícios dos recursos naturais.