Uma página do site da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que consta o formulário DSV (Declaração de Saúde do Viajante), de preenchimento obrigatório para as pessoas que pretendem entrar no Brasil, foi hackeado nesta quarta (8).

O formulário é de preenchimento obrigatório para todos, brasileiros ou não, que pretendem ingressar no país. Nele, os viajantes respondem perguntas relacionadas à saúde.

LEIA TAMBÉM:

>> Anvisa entra e campo e “elimina” Brasil x Argentina. Veja os memes na internet

>> Luiz Fux afirma que ameaça de Bolsonaro configura “crime de responsabilidade”

Ao clicar na página (formulario.anvisa.gov.br), aparece uma bandeira da Argentina com a seguinte frase: “não ficamos de quarenta (sic) para passear pelos seus servidores. vamos ser expulsos também?”.

A Anvisa tirou a página do ar após contato da reportagem.

O incidente poder ser associado à decisão da Anvisa de interromper jogo de futebol pelas Eliminatórias da Copa do Mundo no último domingo (5) entre Brasil e Argentina.

À reportagem, a Anvisa afirma que irá acionar a Polícia Federal. “Diante dessa ação criminosa a Anvisa está acionando de imediato a Polícia Federal e adotando medidas técnicas para buscar a recomposição do sistema”.

O duelo foi interrompido aos 6 minutos do primeiro tempo, depois que agentes da Anvisa entraram em campo para ordenar a retirada de quatro atletas argentinos que teriam descumprido normas sanitárias de quarentena ao entrarem no país.

Segundo a agência, os quatro atletas deram informações falsas e ocultaram que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias. Por regras sanitárias de enfrentamento da Covid, eles não poderiam ter entrado no Brasil, para evitar a disseminação de variantes do novo coronavírus.

A Anvisa diz que publicará, ainda nesta quarta (8), instruções para quem precisa do formulário para viajar.

Web Stories

Pega Pega

Treta! Nelito dá um soco em Julio por causa de Cíntia

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz sabe!

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba