Pessoas que precisaram deixar seus países de origem e buscaram o Brasil para reconstruir suas vidas terão uma oportunidade de trabalho a partir desta quarta-feira (20), data estabelecida como Dia Mundial do Refugiado. Quem vai abrir cadastro para motoristas estrangeiros é a empresa brasileira de mobilidade urbana 99. Segundo a 99, o aplicativo aperfeiçoou sua tecnologia para que imigrantes possam ser condutores parceiros na plataforma.

Leia também: Ambev oferece vagas de emprego na Grande Curitiba

Para se cadastrar, os refugiados precisam de um número de CPF e de uma CNH com EAR – anotação de quem exerce atividade remunerada – que podem ser obtidos junto ao governo brasileiro. “A 99 é genuinamente preocupada com a inclusão e decidimos abrir nossas portas aos refugiados”, diz o diretor de Produto da 99 João Costa. “Com isso, esperamos dar a eles a chance de gerar renda e construir uma nova vida no Brasil”, completa Costa.

Para saber como se tornar um motorista do aplicativo, os interessados podem comparecer ao Centro de Atendimento e Treinamento (CAT) da 99 em Curitiba, que fica na Rua Fernando Amaro, número 60, no bairro Alto da XV. Mais informações no site www.99app.com.

Benefícios

O app também oferece parcerias com locadoras para beneficiar os novos imigrantes. Conforme a 99, condutores que já sejam parceiros ou que estejam interessados em se cadastrar poderão alugar carros a preços menores e ter direito a bônus especiais.

Projetos sociais

Além de cadastrar novos motoristas, a 99 anunciou a parceira com Instituto Adus, ONG que auxilia pessoas em situação de refúgio a se integrarem no Brasil. Entre os projetos do Adus estão o curso de português, qualificação profissional e ações culturais.

6 mudanças que podem ser implantadas no trânsito em Curitiba em breve