São Paulo

– A advogada Ana Maria Olivatto, ex-mulher de Marcos William Herbas Camacho, o Marcola, líder da facção PCC (Primeiro Comando da Capital), foi assassinada na manhã de ontem, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Ela foi baleada ao sair de casa, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Ana morreu no PS Bom Sucesso.

A polícia ainda investiga o caso. Ana teria passado informações para a polícia sobre os explosivos encontrados em um carro na rodovia Anhanguera, na última segunda-feira. Os explosivos seriam usados em um atentado contra a Bovespa, segundo a polícia. A ação seria organizada por José Márcio Felício, o Geleião, outro líder da facção, com a ajuda de sua mulher, Petronilha Felício. Petronilha foi presa no domingo, após visitar o marido.