A atriz Cissa Guimarães afirmou em seu perfil no twitter estar revoltada com a decisão da Justiça de não levar a júri popular o atropelador de seu filho, Rafael Mascarenhas.

Na sexta, a Justiça do Rio decidiu que Rafael de Souza Bussamra irá responder por homicídio culposo – quando não há intenção de matar. “Indignada, indignada, indignada, doída, doída, doída… Mas a luz do nosso anjo Rafael juiz nenhum vai tirar, nunca”, disse a atriz sobre a decisão.

Bussamra havia sido indiciado por homicídio com dolo eventual – quando a pessoa tem consciência que sua ação pode levar à morte de alguém, mas mesmo assim segue adiante. A decisão dele não enfrentar o júri popular foi tomada pelo juiz Jorge Luiz Le Cocq, da 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O atropelamento ocorreu em 20 de julho de 2010. Rafael Marcarenhas e amigos andavam de skate no Túnel Acústico, na Gávea, zona sul do Rio, que na ocasião estava fechado para manutenção. Os réus Rafael Bussamra e Gabriel Ribeiro apostavam corrida no túnel quando Bussamra atropelou Mascarenhas.