Autoridades do Estado da Flórida, nos Estados Unidos, disseram nesta segunda-feira que não acreditam que mosquitos ainda estejam espalhando o zika vírus no bairro de Wynwood, em Miami, apesar de terem expandido as aéreas de possível transmissão nas proximidades de Miami Beach.

Autoridades federais aconselharam mulheres grávidas a continuarem a ter cautela com possíveis viagens ao condado de Miami-Dade. Na sexta-feira, autoridades estaduais triplicaram a área de Miami Beach onde ainda acreditam haver uma transmissão ativa do zika para 4,5 milhas quadradas.

No final de julho, o Estado identificou uma área de quase uma milha quadrada em Wynwood como o primeiro lugar na área continental dos Estados Unidos onde as autoridades acreditavam haver a transmissão do vírus por picadas de mosquito e não apenas pela chegada de pessoas contaminadas, através voos internacionais.

O governador da Flórida, Rick Scott, disse que não foram identificadas evidências de zika transmitido por mosquitos em Wynwood em 45 dias. Fonte: Dow Jones Newswires.