A Embraer informou nesta terça-feira (21) que a BRA ampliou a encomenda inicial de 40 jatos do modelo 195 para até 75 aviões. A empresa aérea brasileira firmou nesta terça-feira, em São José dos Campos (SP), o contrato para compra 20 jatos Embraer 195, com mais 20 opções de compra do mesmo modelo, ratificando o acordo comercial preliminar assinado em junho durante o Paris Air Show.

Além disso, a BRA adicionou 20 opções de compra que, caso exercidas, darão direito à empresa de comprar outras 15 aeronaves da fabricante nacional, elevando a encomenda para o total de 75 jatos.

O valor do pedido firme de 20 aviões Embraer 195, a preço de tabela, é de US$ 730 milhões, não incluídos equipamentos opcionais encomendados pela BRA. A encomenda poderá atingir US$ 2,7 bilhões, caso todos os demais 55 jatos sejam confirmados.

Nova família

O Embraer 195 é o maior modelo da nova família 170/190, composta por quatro jatos comerciais. A BRA será a primeira empresa aérea brasileira a operar um avião da nova família, juntando-se a 38 outras companhias de 26 países, que optaram por estes modelos. A Embraer 195 da BRA será configurado com 118 assentos em classe única.

A companhia já havia assinado um contrato de leasing com a GE Commercial Aviation Services (GECAS) para operar outros dois jatos 195 novos, com a primeira entrega prevista para o primeiro semestre de 2008.

"Estamos felizes com a confirmação da primeira venda dos nossos E-Jets para uma companhia aérea brasileira", afirmou o presidente da Embraer, Frederico Fleury Curado, durante a cerimônia de assinatura do acordo, que contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.