O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou na quarta-feira (6) que a vacinação contra a covid-19 deve iniciar em janeiro. “O Brasil já tem disponíveis cerca de 60 milhões de seringas e agulhas nos estados e municípios, número suficiente para iniciar a vacinação ainda neste mês de janeiro”, afirmou, em pronunciamento em rádio e TV.

LEIA AINDA – Mortes diárias de covid-19 diminuem em Curitiba, mas casos ativos voltam a subir

O ministro explicou que estados e municípios vão receber vacinas de forma simultânea e igualitária, com base no tamanho de suas populações. Ainda segundo Pazuello, o Brasil irá exportar vacina para países da América Latina. “O Brasil é o único país da América Latina que tem três laboratórios produzindo vacinas. Seremos exportadores de vacina para nossa região muito em breve”, declarou.

Durante o pronunciamento o ministro anunciou ainda que o presidente Jair Bolsonaro assinou uma Medida Provisória (MP) que atribui à pasta o papel de coordenação do esquema de vacinação contra a covid-19 no país e também libera a compra de doses e insumos antes do registro sanitário ou de autorização temporária de uso pela Anvisa.