O número de chineses que atualmente procuram o Brasil como destino de férias é de 36 mil a 38 mil por ano. Para a ministra do Turismo, Marta Suplicy, o percentual é pouco significativo. A ministra encerrou neste sábado (29) uma viagem à China, onde foi ver como o governo local está se preparando para as Olimpíadas.

?Isso é ridículo, se pensarmos nos 44 milhões de chineses que, no ano passado, viajaram para fora. Tudo bem, somos um país distante, pouco conhecido, mas existia uma dificuldade anterior, que caiu este ano: eles não tinham férias como nós temos. O período de férias deles era de uma semana no ano?, afirmou Marta. O período de férias, segundo a ministra, foi ampliado no ano passado e, por isso, a procura pode aumentar.

No fim da visita à China, a ministra participou do Seminário de Promoção do Destino Brasil, no qual mostrou a 130 operadores de viagem as atrações de diversas regiões brasileiras que, normalmente, não são visitadas por turistas. Marta Suplicy disse que o governo chinês se mostrou favorável ao pedido de instalação de um escritório de representação do Brasil na China.

"Já havíamos encontrado o ministro do Turismo chinês, há alguns meses, e falado da nossa vontade de ter um escritório de representação em Pequim, e eles ficaram de estudar. Para nossa surpresa, quando chegamos, não só já tinham aprovado o pedido como nos deram um livro com todos os detalhes do que temos que fazer para abrir esse escritório?, disse ela.

Marta Suplicy, no entanto, ponderou que isso não deve ocorrer em curto prazo. ?Aqui na China as coisas funcionam a médio e longo prazo. Por exemplo, agora vamos prosseguir em nossa tarefa de implantar o escritório, o que vai nos facilitar muito em termos do turismo China-Brasil, Brasil-China?.